Notícia

Fetrancesc debate participação na política e efeitos da Covid-19 nas eleições

13/11/2020

Image title

Um debate muito importante sobre a política em tempos de pandemia e a importância de votar conscientemente. Assim foi a live realizada pela Fetrancesc nesta quarta-feira, 11 de novembro, à noite. Mediada pelo presidente da Federação, Ari Rabaiolli, o evento virtual teve a participação do juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, Wilson Pereira Júnior.

Com quase 300 visualizações ao todo, o evento transmitido pelo canal do YouTube Imprensa Fetrancesc manteve a média de 60 visualizações do começo ao fim, durante 1 hora e meia de transmissão ao vivo.

Isso porque apontou questões pertinentes, envolvendo a importância de ir votar, mesmo em pandemia, respeitando as orientações e cuidados para evitar o contágio da Covid-19. “Não se atentem às fake news ou mensagens maldosas para não votar. Precisamos nos lembrar o quanto as pessoas lutaram para conquistar o direito ao voto. E, por isso, não podemos desperdiçar a oportunidade de exercer esta garantia constitucional, intransferível”, comentou Pereira Júnior.

Image title

O juiz eleitoral também falou sobre a participação feminina na política. “Ainda temos poucas mulheres disputando as eleições, mas hoje elas abandonaram o papel de ‘laranjas’ e assumiram a missão de efetivamente buscar a vaga de representação do povo. Elas são fenomenais, fazem acontecer em todas as atividades e na política não é diferente”, salientou.

Pereira Júnior também citou a escolha consciente de um candidato e sua opinião sobre assumir eventuais pastas na administração pública. “Minha visão é que, ao assumir uma vaga de secretaria, o vereador ou deputado deveria renunciar ao cargo para o qual foi eleito. Nós não o escolhemos para ser secretário. Escolhemos para ocupar a vaga legislativa”, destacou.

Para o presidente da Fetrancesc, a transmissão foi grande oportunidade, sobretudo às vésperas do primeiro turno das eleições municipais. “Se nós não participarmos, se formos passivos, seremos governados por aqueles que gostam da política, sujeitando-nos a vivenciar situações com as quais não concordamos. Eu quero dizer, com isso, que precisamos participar da política para gerar as transformações que querermos”, enalteceu.

Assista aqui à live na íntegra