Notícia

Brasil registra crescimento de 4,3% na venda de novos caminhões em julho

04/08/2022

Image title
FOTO: VWCO/Divulgação



O Brasil registrou crescimento de 4,3% na venda de novos caminhões, de acordo com dados da Fenabrave, que reúne associações de concessionárias, sendo que 11.328 unidades, ante as 10.861 comercializadas em junho. 

No entanto, na comparação com o acumulado do ano, o setor registra retração de 1,24%, ou seja, a venda de caminhões novos somou 68.635 unidades de janeiro a julho de 2022, sendo que 69.469 foram comercializados no período de 2021.

Do mesmo modo, houve retração de 1,32% quando se compara julho de 2022 com julho do ano passado. No mesmo mês de 2021, os emplacamentos somaram 11.479 unidades. Seja como for, a leve recuperação está ligada ao aumento da produção no País. Assim como ocorre com os automóveis e outros veículos leves, o setor de caminhões vem sendo afetado pela falta de peças e insumos.

Venda de caminhões por marca

Ainda conforme a Fenabrave, de janeiro a julho de 2022, o Volkswagen/MAN lidera a venda de caminhões 0 km. A marca alemã conquistou 29,32% do mercado no mês passado. Em seguida está a Mercedes-Benz, com 27,57% das vendas.

Logo depois, na terceira posição, vem a Volvo, com 19,52% dos emplacamentos. Com 9,14 do bolo, a Iveco aparece na quarta colocação. A Scania ficou com o quinto lugar, com 8,2%. Em seguida está a DAF, com 5,35%. Por fim, a JAC Motors, na sétima posição, responde por 0,49% das vendas.

Por segmento, os pesados mantêm a liderança da venda de caminhões novos no mercado brasileiro. Assim, somaram 48,39% de participação no acumulado de janeiro a julho de 2022. Logo depois aparecem os semipesados (28,27%), seguidos pelos médios (9,30%) e pelos leves (8,78%). Os semileves representam 5,26% das vendas.

O destaque foi o Volvo FH 540, que permanece no topo das vendas totais. O cavalo-mecânico soma 4.570 emplacamentos de janeiro a julho deste ano. Em seguida está DAF XF, com 3.410 vendas no mesmo período. Em terceiro lugar está o Delivery 11.180. O modelo da Volkswagen teve 3.388 unidades vendidas.

Cresce a venda de implementos

Tal qual o setor de caminhões, o de implementos rodoviários registou alta nas vendas em julho. Segundo a Fenabrave, no mês passado foram emplacadas 7.306 unidades. Ou seja, 5,29% a mais que as 6.939 vendidas em junho.

Por outro lado, no acumulado do ano houve retração de 10,78% no número de vendas. Em outras palavras, foram emplacadas 47.574 unidades de janeiro a julho de 2022 e 53.322 no mesmo período de 2021.

Veja os 10 caminhões mais vendidos em 2022:

1º Volvo FH 540:
4.570;
2º DAF XF: 3.410;
3º VW Delivery 11.180: 3.388;
4º Volvo FH 460: 2.876;
5º Volvo VM 270: 2.597;
6º Mercedes-Benz Accelo 1016: 2.072;
7º Mercedes-Benz Actros 2651: 1.914;
8º Scania R 450: 1.840;
9º VW Delivery 9.170: 1.810;
10º VW Constellation 24.260: 1.692;

Fonte: Estadão