Blog

4 prejuízos que a falta de gerenciamento de pneus traz

Image title

Você ainda não faz gerenciamento de pneus na sua frota? Aqui estão 4 prejuízos e danos que a sua frota está sofrendo por isso.

Você já sabe de uma coisa: a frota de veículos de carga exige uma gestão rigorosa e eficiente. Mas, você tem consciência dos prejuízos que a falta de cuidados traz?

Mais especificamente falando do gerenciamento de pneus, um dos principais fatores na frota:

Os pneus dão margem para que o veículo funcione apropriadamente e tenha um bom desempenho nas viagens de transporte. Por isso, torna-se vital garantir a conservação dessas peças.

Como fazer isso? Temos algumas dicas, sim. Mas, antes, vamos esclarecer o que acontece se ocorrer o desprovimento de cuidados com pneus.

Consumo de combustível

Existe uma relação direta entre o controle de pneus e o consumo de combustível. Para explicar melhor, vamos fazer uma situação prática:

Por falta de monitoramento (e até mesmo de organização, em alguns casos), a inspeção dos pneus não foi realizada e o veículo partiu para viagem sem realizar a calibragem correta.

Por estar abaixo do recomendado, os pneus estão murchos e apresentam maior contato com a superfície. Assim, o veículo precisa realizar uma força maior para se movimentar.

Consequentemente, aumentando o gasto de combustível.

E este é apenas um dos cenários prováveis de acontecer pela falta de gerenciamento de pneus.

Portanto, busque criar uma rotina de controle e oriente seus motoristas e colaboradores a cumprirem com um cronograma, atribuindo as tarefas necessárias para cada um.

Segurança do veículo

O caso da calibragem incorreta também acarreta acidentes na estrada e problemas como aquaplanagem ou soltamento da roda do pneu.

Além destes, quando o pneu está muito desgastado, há o risco de derrapamentos e desequilíbrio no veículo. Ou seja, as chances de acidentes na estrada aumentam consideravelmente.

Isso coloca a segurança de todos em risco, até mesmo dos viajantes que não tem relação nenhuma com a sua frota.

Descartes antecipados de carcaça

Quando falta o gerenciamento de pneus na gestão de frotas, o que acontece é uma perda precoce desses. Afinal, você não tem a visualização das condições dos pneus e, muito menos, você não sabe o que está causando os problemas e como resolvê-los.

Sabe o que isso significa? Que você está desperdiçando dinheiro.

A maneira mais fácil de economizar e aumentar a durabilidade dos pneus é realizando o controle correto e eficiente das peças. Isto é, mantendo um cronograma de inspeções, calibrando com frequência e na pressão correta, tendo um estilo de direção defensivo e econômico, e assim por diante.

Maior tempo em consertos

Apesar de estarem diretamente conectados apenas a alguns sistemas, como o de frenagem, os pneus têm influência direta em todo o veículo.

Quando estão com a pressão incorreta, os freios perdem sua eficiência e a força que o motorista faz pode gerar danos nos pedais.

No mesmo sentido, o balanço e equilíbrio do veículo ficam prejudicados com os danos na carcaça. Por isso, diversas peças e demais componentes dos meios de transporte de carga sofrem danos e quebras desnecessárias.

Resolva os seus problemas com o gerenciamento de pneus

Para evitar esses prejuízos é simples: você precisa de um método de gestão de pneus. Seja por meio de planilhas ou de um software, o melhor a se fazer é garantir o controle e, igualmente, o histórico de dados.

O motivo disto é que os dados auxiliam para entender a origem de problemas recorrentes e encontrar as melhores soluções.

Caso opte por uma solução digital, terá mais agilidade e precisão nas informações coletadas. As vantagens incluem ainda a criação de relatórios automáticos e a abertura de ordens de serviço quando houver problemas.

Uma solução tecnológica e certeira para a sua frota é o Prolog.

Conheça a nossa Gestão de Pneus.

Fonte: Prolog